sexta-feira, 11 de junho de 2010

BOM DIA: Estique a sua corda de esperança


Há momentos na vida que tudo parece conspirar contra nós.
Ao mesmo tempo, sofremos um revés no trabalho, recebemos o diagnóstico de uma doença, perdemos alguma pessoa querida e um vizinho nos escolhe para nos atazanar.
Então, dizemos que o mundo parece estar desabando sobre nós.
Pode ser.
Mas pode ser também que a nossa sensibilidade aumente a partir de um primeiro acontecimento desagradável.
Antes, uma pergunta: quem nos garante que uma coisa recebida como ruim seja mesmo ruim? Com a experiência de vida, aprendemos, por exemplo, que um desemprego pode também ser uma avenida para um novo e melhor começo.
Até uma doença pode ser um tempo para uma reflexão mais profunda sobre os rumos que nossa vida tem tomado.
Há acontecimentos que nós provocamos, embora não nos lembremos. Há acontecimentos que surgem sem que nada tenhamos feito em seu favor. Há acontecimentos que simplesmente acontecem. Não podemos mudá-los, mas podemos mudar a nossa atitude diante deles.
Acontecimentos desagradáveis esticam a corda da esperança até o seu limite. E é essa corda que nos leva a concordar com o apóstolo Paulo, para quem Deus é Aquele que terminará em nós aquilo que começou (Bíblia -- Filipenses 1.6)

ISRAEL BELO DE AZEVEDO
Pastor da Igreja Batista Itacuruça
Tijuca - Rio de janeiro

Nenhum comentário: