segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A LAMA PODE SER TAMBÉM O NOSSO DESTINO

Diante de imagens chocantes, como a de pessoas orando enquanto recebem dinheiro de propinas, ou de informações grotescas, como a de pessoas que agradecem a Deus pela aposentadora obtidamente fraudulentamente, vem-nos uma pletora de perguntas ou de afirmações:
-- Como um cristão pode fazer uma coisa destas.
-- É muito cinismo.
Somos bons em nos escandalizar com estes atos que nunca deveriam ter sido cometidos e muito menos agradecidos, usando em vão o nome de Deus.
Nem de nós está livre de cometer atos que condenamos.
Se não vigiarmos, poderemos, diante das oportunidades, afundar. Somos também capazes disto.
Precisamos afixar uma placa diante de nossos olhos: "Todo mundo faz, mas eu não farei". (É o "tu, porém", do apóstolo Paulo para Timóteo.)

Desejo-lhe um
BOM DIA.

Israel Belo de Azevedo

Nenhum comentário: